Bruno Coelho

Viver a vida que amamos.
Aceitar que somos uma mudança que se mantém fiel a si.
Ter consciência que existimos ao ritmo de forças em natural equilíbrio