Frederico Areias

Na incrível selva da parentalidade, onde cada rugido de fralda é um desafio e cada risada um tesouro, descobri que o manual perfeito não existe. Assim, manifesto a liberdade de abraçar o caos, confiar no meu instinto selvagem de pai/mãe e celebrar a singularidade de cada jornada, porque, afinal, ser pai é como explorar terras desconhecidas com um mapa feito de amor e boas intenções.