Joana Pinheiro

Estar grávida numa pandemia é cuidados dobrados, chá de bebé virtual, ansiedade para ver o filho e dar graças a Deus por ele estar guardado: Fé!