Marta Rodrigues

Eu adorava oferecer flores. Deixei de o fazer e passei a bordá-las e a oferece-las assim. Continuarão a ser fonte de inspiração, mas onde pertencem.