Patrícia Alves

Sou enfermeira e por engravidei no final do ano passado. Vi-me obrigada a ficar confinada em casa a gerar a melhor coisa do mundo, que nasceu em julho