RUI SOUSA

Não sou palhaço nem ator mas a festa estava a ser muito cinzenta,arranjei um nariz vermelho,cabeleira amarela,virei trapalhão e percebi que para abrir aqueles sorrisos bastou aquele momento mágico como “Palhavô”,como me chamou, a sorrir,o meu neto.