Teresa Batista

Com a neve na rua e o confinamento em casa, a imaginação fez nevar dentro de portas. Um guardanapo de papel rasgado aos bocadinhos! Que felicidade!